A Mídia definitivamente não é isenta!

A mídia não é isenta em relação a tudo, em especial, a temas delicados e de interesse amplo como por exemplo política e economia. Como entidade privada tem dono e liberdade para como instituição ter valores, missão e visão. Como é composta por pessoas, posições serão tomadas, explicitamente ou não.

A ideia quase fetichista de “mídia isenta” é um dos maiores mitos cultivados ao longo das décadas. Não é humanamente possível para o comunicador ser neutro em assuntos que dizem respeito aos próprios interesses, aos interesses dos entes queridos ou que tenham relação direta ou indireta com o sofrimento ou bem estar humano. No fim das contras é sobre isso que tratará a política e a economia.

veja também:

LULA ACUSA BOLSONARO DE ENVOLVIMENTO NA MORTE DE MARIELLE.

É possível sim, para o sábio, duvidar e aguardar para que se formem as próprias convicções a respeito das notícias e fatos. Mas é impossível que ao se buscar a informação que conceitos ainda que não definitivos se formem, e nesse ponto o comunicador ou grupo de mídia tem duas opções:

1- Fingir que não possui uma posição definido sobre o tema e tentar passar a maior ideia de neutralidade possível deixando sua posição escapar nas interpretações e insinuações invariavelmente induzindo o público a opinião que se considera a correta.

2- Assumir uma posição clara relativa aos temas que se tem dados suficientes e assim deixar o seu público saber que as análises que está acompanhando são análise de alguém que tem a opinião X ou Y.

Leia também:

Vera Magalhães culpa Bolsonaro e Salles pelo desmatamento na Amazônia

Recentemente (dia 21/11) a Jovem Pan assumiu uma posição favorável a reforma da previdência e agora manifestou-se favorável a prisão em segunda instância e a favor da PEC da 2ª Instância.

O Mindinho considerando os valores liberais entende que a empresa ao tomar uma posição declaradamente não só faz uso de sua liberdade quanto instituição de forma plena como também trata o sua audiência com a maior transparência possível, dando-lhes a oportunidade de avaliar que a informação recebida lhes é concedida segundo uma perspectiva definida.

O mindinho, logicamente, apoia a prisão em segunda instância e apóia que a grande mídia declara seu lado, seja ele o que for, em relação ao tema que for.

Veja também:

O Foro “Imaginário” de São Paulo e Lula Livre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s