5 Motivos para o Amapá NUNCA MAIS eleger o Senador Randolfe “DPVAT” Rodrigues.

Assine e receba as novidades em seu e-mail:

O senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP), está em evidência (negativa, é claro) por ter sido um dos que defendeu abertamente que a suspensão da MP do Presidente Jair Bolsonaro que acabava com o pagamento obrigatório do seguro DPVAT.

O Mindinho preparou esse post com 5 motivos para que o eleitor do Amapá e todo o brasileiro se lembre do Senador Randolfe Rodrigues.

1- O Senador anti liberal defende que você seja obrigado a pagar o dpvat

A MP 904/2019 promulgada pelo presidente Jair Bolsonaro acabaria com o DPVAT seguro obrigatório, que no fim das contas arrecada bilhões para a seguradora Líder.

Em uma confusão clara entre conceitos e obrigações, o senador Randolfe Rodrigues defendeu que todos os condutores brasileiros tenham o direito de ter ao obrigação de fazer a contribuição obrigatório para uma seguradora definida pelo Estado.

Parece confuso?

E é, o contorcionismo lógico do Senador DPVAT, como foi gentilmente apelidado na internet, no fim das contas presta um grande serviço para as seguradoras consorciadas, a chamada seguradora Líder que tem com o monopólio gerado a captação de até R$ 4 BILHÕES ao ano em taxas compulsoriamente cobradas do cidadão, mesmo que ele tenha seguro.

2- privilégio dos jornal impresso: no fim das contas você quem paga a conta.

O senador Randolfe Rodrigues votou junto com Rose Freitas para que se rejeite a MP 892/2019, que o Presidente Jari Bolsonaro decidiu que toda a publicação de empresas de capital aberto não precisariam mais ser feitas obrigatoriamente em jornais impressos, poderia ser feito pelo site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o que geraria uma economia de até um bilhão de reais em matérias veiculadas em jornais.

Além da questão ambiental e desperdício de papel, dizemos que no fim das contas quem paga a conta é você, consumidor, uma vez que logicamente esses custos são absorvidos e repassados até o produto final da empresa que é o que acontece sempre que o Estado gera custos desnecessários.

Claro, quem fica feliz com isso são os grandes jornais, devem adorar o Senador Randolfe, afinal, sem a MP 1 bilhão por ano é gasto com elas por força de lei.

3- no IMPEACHMENT de dilma agiu como linha auxiliar do pt

Não é de se espantar que membros da REDE funcionem como uma segunda linha auxiliar do PT, especialmente para um deputado, como o Randolfe, que foi por uma década do PSOL chegando inclusive a ser cotado para concorrer à Presidência da República em 2014.

Lembrando que antes disso, foi deputado pelo PT, partido ao qual pertenceu de 1990 até 2005.

Em agosto de 2016 em entrevista ao El País disse que o processo de impeachment contra a então presidente Dilma Rousseff estava viciado e que a Constituição estava sendo desrespeitada.

Nada surpreendente aliás.


Siga-nos no Facebook:


4- contra o liberalismo: ele tem um projeto para revogar a reforma TRABALHISTA

Um dos problemas geradores do desemprego e da enorme informalidade no trabalho no país são não só os custos trabalhistas, mas como a legislação que ao procurar gerar proteção, gera privilégios que na prática reduz o número de postos de trabalho ofertados no país.

O Senador Randolfe Rodrigues propôs o PLS 359/2018, que propõe a revogação da reforma trabalhista.

Tirando os sindicatos, que tiveram muito a perder principalmente com o fim do imposto sindical obrigatório, o arremedo de reforma trabalhista promovido no governo Michel Temer foi bom, apesar de ainda insuficiente, gerou mais possibilidades de contratações, o que é bom para quem procura emprego e para quem oferta emprego.

Mas parece que mais uma vez o Senador Randolfe se mostra em defesa de corporações, não dos cidadãos.

5- contra a redução da maioridade penal

Em 2014, ainda no PSOL, o Senador Randolfe Rodrigues se manifestou contrário a PEC 33/2012 do Aloysio Nunes (PSDB-SP) que permitiria a aplicação da lei Penal para adolescentes caso laudo médico comprovasse a ciência da gravidade pelo agente.

A própria redução da maioridade penal, para o senador, trata-se de inconstitucional, o que não é surpresa para ninguém que um parlamentar da esquerda se coloque em defesa de marginais de menor idade que cometam crimes, mesmo que tenham plena consciência do mau que causam.

Ou seja, para o Senador, que com certeza tem mais segurança que o brasileiro médio, o ECA é suficiente para impedir que anjinhos armados cometam (no mundo real) crimes como roubo, homicídio, latrocínio, estupro e etc… já pra o brasileiro médio, muitos crimes são cometidos por jovens meliantes que quando presos ainda costumam debochar de sua inimputabilidade.

Posts Relacionados:

Anúncios

Posts Mais Recentes:

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s